Rogerio Oliveira

Rogerio Oliveira
Rogério é casado, pai de 2 filhos. Quando adolescente foi convidado por amigos para entrar no coral jovem da igreja com 16 anos, como cantar não era sua praia e arranhava um pouco de violão, o coordenador do grupo lhe apresentou o baixo e foi ali que começou.
Suas influências foram e ainda são PJ, Jota Quest, entre outras bandas nacionais, Jaco, Vicor Wooten, Marcos Miller e etc…
Nessa mesma época quando descobriu seu dom, falou pra si mesmo, que este dom foi dado a ele por Deus e que tinha por obrigação retribuir na melhor maneira possível.
Desde então sempre tocou nos grupos da paróquia São José Operário e a mais de 18 anos está no grupo Cojam, onde hoje é vice coordenador e responsável pela parte musical do grupo, foi monitor de crisma, coordenador da encenação da Paixão de Cristo, coordenador da pastoral do canto e coroinha.
Conheceu a Crux Sacra pelo grupo de whats app da pastoral, onde recebeu o convite de Márcio Jesus que procurava um baixista com a pegada de pop rock. Rogério se interessou e respondeu positivamente, fez um único ensaio com a banda e subiu ao palco pela primeira vez na paróquia Sagrada Família.
Questionado sobre o que tinha achado da CS, Rogério disse ter percebido estar entre grandes músicos, com um propósito concreto e que a união e a amizade de todos também foi um diferencial, agradeceu o convite e esperava contribuir para o crescimento do ministério.